Capacitação em Arbitragem Jurídica

Baseado em 39 avaliações
  • 304 Alunos matriculados
  • 60 Horas de duração
  • 35 Aulas
  • 6 Módulos
  • 1 Avaliação
  • 1 ano de suporte
  • Certificado de conclusão
Parcele em 10x R$ 49,70 (ou R$ 497,00 à vista)
Comprar Agora Dê um passo adiante em sua carreira!
"Excelente! Muito didático e material maravilhoso."
ROSEANA ANDRADE PORTO
mais avaliações

A arbitragem Jurídica (Lei 9.307/96) é um método de resolução de conflitos onde as partes definem que uma pessoa (Árbitro) ou entidade privada (Câmara Privada) irá solucionar o seu problema, sem a participação do judiciário. A Arbitragem é caracterizada por oferecer decisões rápidas e especializadas para a solução de controvérsias.

1 ano Sem tempo para fazer o curso agora? Não tem problema.
Você poderá participar desse curso até 1 ano após a matrícula.

Pessoas Maiores e capazes.

Giordani Flenik
"Graduada em Direito pela Universidade Federal de Uberlândia-MG, com especialização em Mediação e Arbitragem pela UNIVILLE/SC."


Graduada em Direito pela Universidade Federal de Uberlândia-MG, com especialização em Mediação e Arbitragem pela UNIVILLE/SC, cujo curso de pós graduação foi sua coordenadora. Mestre em Relações Internacionais pela Universidad de La Empresa, Montevidéu; Autora do livro “Arbitragem nos Litígios Trabalhistas Individuais”, Editora Insular. Diretora de Comunicação do CONIMA. Ex-membro da Comissão Estadual de Mediação e Arbitragem da OAB de Santa Catarina. Diretora Jurídica da FECEMA – Federação Catarinense das Entidades de Mediação e Arbitragem. Mediadora Judicial, Palestrante e Professora.


O Centro de Mediadores é credenciado ao TJDFT (Tribunal de Justiça do Distrito Federal e dos Territórios) para ministrar Cursos de Mediação Judicial e Mediação de Família (Link do Crendenciamento). Assim como também tem parceria com a Faculdade ISE (Instituto Superior de Ensino) para certificação de PÓS-GRADUAÇÃO, nos termos da Resolução CNE/CES nº 1, de 8 de junho de 2007 (Link no MEC). Demais cursos são autorizados de acordo com a Lei Federal de nº 9.394/96 e normatizações legais, o Decreto Presidencial nº 5.154 de 23 de julho de 2004 e as normas da Resolução CNE nº 04/99 – MEC (art. 7º, § 3º) de 7 de outubro de 1999, válidos em todo o território nacional.

Conteúdo Programático

  • 1. Recomendações
  • 2. Vídeo - MÉTODOS EXTRAJUDICIAIS DE SOLUÇÃO DE CONTROVÉRSIAS
  • 3. Poder Judiciário
  • 4. Métodos extrajudiciais de solução de conflitos (MESCs)
  • 1. Vídeo - CONVENÇÃO ARBITRAL
  • 2. Definição de convenção arbitral
  • 3. Modalidades de convenção arbitral
  • 1. Vídeo - TRIBUNAL ARBITRAL E O ÁRBITRO
  • 2. Definição de árbitro
  • 3. Nomeação do árbitro
  • 4. Natureza jurídica da atividade exercida pelo árbitro
  • 5. Princípio da independência
  • 6. Princípio da imparcialidade
  • 7. Árbitro impedido e suspeito
  • 8. Dever de revelação do árbitro
  • 9. Recusa do árbitro
  • 10. Substituição do árbitro
  • 11. Responsabilidade Civil e Penal do árbitro
  • 12. Árbitro e juiz estatal
  • 13. Limites do Poder Jurisdicional do árbitro
  • 14. Organograma do procedimento arbitral
  • 1. Vídeo - PROCEDIMENTO ARBITRAL
  • 2. Escolha do direito aplicável
  • 3. Fase inicial
  • 4. Fase probatória
  • 5. Medidas cautelares
  • 1. Vídeo - SENTENÇA E FASE PÓS-ARBITRAL
  • 2. Sentença arbitral
  • 3. Revisão da sentença pelos próprios árbitros (embargos de declaração)
  • 4. Execução da sentença arbitral
  • 5. Ação de nulidade
  • 6. Homologação de sentença arbitral estrangeira
  • 1. Vídeo - ARBITRAGEM E O NOVO CÓDIGO DE PROCESSO CIVIL
  • 2. Apostila - ARBITRAGEM E O NOVO CÓDIGO DE PROCESSO CIVIL
  • 3. Considerações
  • Capacitação em Arbitragem Jurídica
Voltar ao topo